Contraste

Situfes faz setoriais para organizar a luta e fortalecer o enfrentamento dos ataques aos direitos

Por Comunicacao
6 de Novembro de 2018 às 15:32

Reuniões começam nesta quarta-feira, 7, em Goiabeiras. Veja os detalhes

Nesta quarta-feira, 7 de novembro, o Sintufes inicia a realização das reuniões setoriais para organizar a luta e fortalecer o enfrentamento da retirada de direitos, dos ataques aos serviços públicos, do arrocho salarial e da previsão de reestruturação da carreira que estão na pauta do próximo governo eleito.

No campus de Goiabeiras, as reuniões setoriais vão ser realizadas até o final do mês. "Elas não serão agendadas, vamos começar a percorrer os setores de Goiabeiras nesta quarta, 7, e a nossa previsão é de fazer esse trabalho durante este mês", adianta a diretoria colegiada do Sintufes.

Maruípe. A partir da próxima semana (iniciada dia 12), o Sintufes fará reuniões setoriais no campus de Maruípe/Hucam. Lá, em função do trabalho de escala, já há duas setoriais agendadas para o pessoal que trabalha no turno noturno.

As setoriais para o plantão noturno serão realizadas na segunda-feira, 12, e na terça-feira, 13. O horário das reuniões será o mesmo: 19h30. O local também: o auditório da subseção sindical de Maruípe

União, resistência e luta!

A previsão da equipe econômica do presidente eleito é tratar a reforma da Previdência como prioridade. A intenção é de adotar o modelo de capitalização, que não deu muito certo no Chile (primeiro País a privatizar a Previdência durante a ditadura de Pinochet, em 1981). O que será nefasto sobretudo para a população mais pobre.

Além disso, o governo pretende enxugar os investimentos públicos. A Emenda Constitucional 95/2016 permite que o governo congele por até 20 anos os custos com educação, saúde e outras áreas. O nosso plano de carreiras pode sofrer também. O incentivo à qualificação pode ser retirado do vencimento quando o trabalhador se aposentar, pois o govenro pensa em transformá-lo em gratificação.

Esses exemplos devem deixar a categoria alerta. É essencial que a categoria tenha união, faça a resistência e lute muito para mantermos as conquistas e evitarmos retrocessos.    

35 visualizações, 1 hoje

SINTUFES NA MÍDIA