Contraste

Na luta contra os ataques de Temer, assembleia aprova indicativo de greve

Por Comunicacao
17 de Outubro de 2017 às 14:31

Data de início do movimento não está determinada. TAEs definem, ainda, por fazer a luta contra o desmonte do estado, realizando mobilizações internas e participando de atividades nacionais e com outras categorias


Em luta contra o desmonte do estado, a assembleia geral e unificada da categoria aprovou o indicativo de greve, conforme orientação da Fasubra. A decisão não estabeleceu uma data para início do movimento paredista. Até essa definição, as/os técnicas/os aprovaram realizar ações internas e fortalecer mobilizações nacionais, como os dias de luta; além de unificar protestos de outras categorias que vão fazer o enfrentamento dos ataques do governo às políticas públicas de saúde, educação etc. e ao funcionalismo público. 

A deliberação foi tomada em assembleia realizada na manhã desta terça-feira, 17, na subseção sindical do Sintufes, no Hucam, no campus de Maruípe, em Vitória. 

A assembleia também definiu a delegação do Sintufes que vai à Plenária da Fasubra, no Rio de Janeiro, nos dias 20, 21 e 22 de outubro; estabeleceu os nomes que vão ao Seminário LGBT da Federação, também no Rio, no dia 20; e compôs a caravana que irá à capital fluminense participar de uma manifestação em favor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, a Uerj, na quinta-feira, 19. 

A delegação que irá à plenária é: Edna Dias (direção/Goiabeiras), Toninho Lopes (CCS), Wagner Nunes (Hucam), Ana Cristina  dos Santos (Hucam) e Fabiano (Hucam). As/os delegadas/os serão as/os representantes do Sintufes no Seminário LGBT junto de Alvaléria Cuel e Maria Auxiliadora, que também participarão do evento que vai discutir a questão do gênero, no dia 20. Já no ato em defesa da Uerj, o Sintufes levará um ônibus para fortalecer a luta contra o sucateamento da educação pública. 

Mais decisões 
Outras deliberações da assembleia foram: a aprovação do termo de acordo de greve de 2016; e sobre o estatuto (da Ufes), será marcada uma nova rodada de estudos. Além da rodada de estudos, a assembleia decidiu que vai continuar defendendo que a Universidade convoque uma Estatuinte, para que esta delibere sobre o novo estatuto.   

372 visualizações, 1 hoje

SINTUFES NA MÍDIA