Contraste

Assembleia aprova adesão ao Dia do Basta – 10 de agosto

Por Comunicacao
3 de Agosto de 2018 às 17:33

Categoria delibera em fortalecer o dia nacional de mobilizações e paralisações. Veja mais decisões tomadas no Hucam (dia  1º de agosto ) e em Goiabeiras (dia 2)


As/os trabalhadoras/es da Ufes vão fortalecer o Dia do Basta (data nacional de paralisações e mobilizações) prevista para 10 de agosto (sexta-feira).  A decisão foi tomada pela assembleia geral do Sintufes, realizada dia 1º, na subseção sindical do Hucam, em Maruípe; e no dia 2, na sede do sindicato, em Goiabeiras.  

CONVOCAÇÃO. Ações previstas na Ufes para o 10 de agosto: Dia Nacional de Mobilizações e Paralisações. O Sintufes, a Adufes e o DCE convocam as entidades sindicais e movimentos  organizados, para a luta contra os desmontes da Saúde, da Educação e demais serviços oferecidos a população. Será no campus de Goiabeiras, a partir das 8 horas. Traga sua denúncia. Haverá feira de organicos do MPA. Feijoada do DCE a 1,50, entre outras atividades que serão em breve divulgadas. A ações está previstas para a Praça das Bandeiras, em frente à Reitoria. 

Reuniões setoriais: nas duas assembleias, a direção do sindicato apresentou informes das reuniões setoriais, realizadas ao longo de julho, em Maruípe e Goiabeiras, tendo como foco a organização da classe trabalhadora para a luta contra os ataques e a retirada de direitos.  

O sindicato acolheu as demandas de diversos setores e pôde confirmar o quanto os ataques da Reitoria têm impactado no cotidiano da categoria. O assédio moral tem sido recorrente. E o Sintufes já está traçando estratégias para fortalecer este enfrentamento, cobrando soluções por parte da gestão da Ufes a fim de reduzir esses transtornos. 

Outra questão das setoriais foi sobre o Dia do Basta e para as/os técnicas/os ficarem alertas às convocações do sindicato para outras datas de luta, além da possibilidade de um movimento paredista, reivindicando reajuste salarial  em 2019 e a instituição da data-base para o funcionalismo público. 

Flexibilização da jornada.  Ponto específico da assembleia no Hucam, foi mais um ataque da gestão da Ufes à flexibilização da jornada. Mais especificamente em relação à suspensão do registro do ponto do horário do almoço para o pessoal da área assistencial do hospital. 

O entendimento da assembleia foi que a suspensão vai representar o fim da jornada ininterrupta no Hucam. E que a solução ideal seria o retorno da flexibilização da jornada, em vez da suspensão, que é uma medida paliativa que a Reitoria quer tomar para buscar resolver o problema que ela mesma criou ao atacar a jornada flexibilizada da área assistencial.  

A suspensão deve ser aprovada via ad referendum na próxima sessão do Conselho Universitário. O Sintufes vai lutar contra mais essa imposição da gestão, levando a demanda da assembleia, buscando fazer a Reitoria entender que a suspensão não vai solucionar a situação.  A categoria se mostrou disposta a fazer mais este enfrentamento, caso a gestão da Ufes não reveja mais esta imposição equivocada. 

O sindicato já havia discutido a situação e se antecipou à assembleia, lançando um panfleto com argumentos sobre a questão. A atitude foi elogiada por uma trabalhadora do Hospital, que na assembleia, informou que o texto a ajudou a entender que a suspensão não seria um benefício. 

Campanha.  Nas duas reuniões, foi destacada articulação do Sintufes e outras entidades em torno da campanha "A Ufes que a gente quer", que em breve será lançada. Um dos objetivos da campanha é fazer uma proposta de segurança para os campi, por meio de debate com a comunidade acadêmica, além de fazer críticas à decisão de gabinete do reitor em colocar a PM para atuar nos campi. 

Mais informes.  A categoria foi convocada a participar da I Conferência de Ações Afirmativas da Ufes, que será realizada entre os dias 28 e 31 de agosto, no campus de Goiabeiras. O evento tem apoio do Sintufes, e o sindicato vai contribuir, já que vem fazendo essa discussão por meio do Grupo de Trabalho (GT) Antirracista, que incorporou também questões do movimento de mulheres e da área de saúde. 

A categoria foi convocada ainda para o Arraial do Sintufes, nesta sexta-feira, 3, no campus de Goiabeiras. 

Luta do Sintufes! A assembleia também foi informada da luta que o Sintufes fez para que a Ufes abrisse a seleção para bolsas de idiomas (no Centro de Línguas), que integra o plano de capacitação da categoria. A gestão da universidade havia negado a oferta de vagas. Mas depois que o sindicato cobrou, a Ufes divulgou a oportunidade. 

89 visualizações, 1 hoje

SINTUFES NA MÍDIA